Posts Tagged ‘Passo a Passo’

h1

Passo a passo Lírio

dezembro 26, 2012

Então pessoal, depois de longa data de espera, ufa!!! Saindo do forno bem quentinho …  mais um passo a passo do Ateliê Cristina Rabelo.

Desta vez vamos aprender os passos para esta tela:

e01

Para a postagem não ficar muito longa, nós vamos dividi-la em duas partes. Na primeira vamos descrever, em detalhes, todos os passos para o desenho e a pintura do fundo e na segunda, vamos dar cor e vida as flores com pincel, tinta e espátula. E ai? Todos prontos?

Então mãos a obra…

Para facilitar a visualização das fotos, sugiro que  cliquem sobre as mesmas para vê-las  ampliadas

Lista de material

  • Tela: 100/70 cm
  • Lápis carvão
  • Óleo de linhaça
  • Secante de cobalto
  • Solvente para limpar os pinceis
  • Tinta a óleo nas cores: Azul Cobalto, Azul Hortência, Branco Titânio, Verde Verssie, Ocre Ouro, Vermelho, Amarelo, Marrom (Preto + Vermelho), Ocre,  Azul da Prússia, Verde inglês nº 5 , Preto, Rosa (Carmim e Branco).
  • Pinceis número 10, 16, 18, 14, 08, 04, 02, 00 (os pincéis variam de acordo com o tamanho da tela e a necessidade de cada um.)
  • Espátula larga

O desenho 

O lápis carvão facilita a realização do desenho por ser macio e de fácil manejo. Se necessário for limpar algum erro, pode ser apagado com um pano sem deixar a tela marcada.

Durante a realização do desenho,  é importante se preocupar com detalhes,  perspectiva,  movimentos , e até mesmo com a luz e sombra (observe que as sombras indicando profundidade são marcadas no desenho), isto facilita na hora de colocar a tinta na tela.

Se o trabalho for de sua criação, deixe sua imaginação fluir, se o trabalho for inspirado em alguma outra obra, acrescente sempre algo seu ou use duas ou mais obras para compor as sua ideia, isto vai te dando independência e individualidade.

Depois do desenho pronto, faça uma analise observando ponto a ponto e corrigindo todas as falhas. Não tenha pressa, o desenho é fundamental para o sucesso do seu trabalho.

Não é vantajoso dizer “Fiz o meu trabalho em 2 ou 4 hs”. Cada trabalho é um estudo e exercício que devemos aproveitar para aprofundar e melhorar.

Nunca tenha vergonha dos seus primeiros trabalhos, eles são os seus primeiros passos. Nós todos antes de caminhar, aprendemos a arrastar, depois a levantar para finalmente caminhar.

Pintando o fundo

  • Cores usadas para o fundo: verde verssie, ocre ouro, azul cobalto, azul Hortência  amarelo permanente, branco e preto.

Uma boa forma de começar a pintura é iniciando do  fundo para a frente (fundo, talo, folas e pétalas). Neste caso o fundo da tela foi pintado juntamente com as folhas e talo, uma vez que os tons usados foram os mesmos.

É importante ressaltar os tons mais fortes perto das flores para dar profundidade, e trabalhar  o fundo de forma bem solta com pinceladas desencontradas, livres, usando tons variados que combinam entres si. Mesmo a tela sendo espatulada trabalhe o fundo como se o quadro não fosse levar espatula, caprichando nos tons, nas pinceladas, na luz e sombra. Ao final a espátula vem apenas para ressaltar luminosidades, profundidades e traços para valorizar o movimento da folhagem e da composição.

Para este fundo, use os tons escuros como verde verssie e ocre ouro (sempre misturando-os aos poucos na tela). O verde verssie usado sozinho não dá um bom efeito, pedindo sempre a combinação de um outro tom (azul cobalto, ocre ouro).

Observe que o azul cobalto e o azul Hortência foram colocados apenas para valorizar movimentos na tela.

Use o amarelo permanente e branco para dar luminosidade ao fundo

O preto é usado na finalização para ressaltar a profundidade aplicando-o abaixo de algumas pétalas (não todas), algumas folhas, sombreando alguns talos. Lembrar de usá-lo sempre na parte de baixo na tela e não na parte superior.

Já na pintura das folhas observe que a parte inferior das folhas (a base, a raiz) é mais escura (use verde verssie e ocre ouro). Trace uma linha entre-cortada (não muito definida) da base da folha até mais ou menos a ponta,  marcando aí o meio da folha, e pinte seguindo a direção do movimento indicada na foto.
sentido (clique para ampliar)

Agora, vamos fazer a parte clara da folha.

Limpe bem o pincel, e use agora os tons mais claros: pode ser usado verde verssie e branco, ou verde inglês nº 5 e branco, ou verde inglês nº5, azul hortência e branco.

Para os talos foram usados os mesmos tons das folhas, porem um pouco mais claros para diferenciar do fundo (verde verssie, ocre ouro e branco, verde inglês nº 5 – na parte de mais luz)

O fundo fica assim:

Na próxima semana a gente continua a pintar esta tela, ok?

Até lá!  

Anúncios
h1

Mais vida às Flores!

março 3, 2012


Olá pessoal,

Olha só, enquanto a gente prepara novos “passo a passo” pra vocês, que tal mergulhar nesse vídeo super bacaninha que a gente preparou?

Vocês lembram daquele passo a passo “De vida as Flores” que ensinamos a vocês a algum tempinho atrás?

(Não lembra? Então clique aqui)

 

Pois é, vamos repeti-lo aqui!

Eu sei, eu sei…vocês já viram, não é?

Mas que tal visualizar agora de um jeito diferente e bem mais divertido?

Então liguem o som e relaxem! 

h1

Próximo Passo a Passo:

maio 31, 2009

Paisagem

144

“Em cada um de nós há um segredo, uma paisagem interior com planícies invioláveis, vales de silêncio e paraísos secretos. ”  Saint-Exupéry

Então transporte-a para o seu exterior…

Aprenda as técnicas e informe-se sobre todas as dicas para pintar um quadro de paisagem.

Aguarde…

h1

Passo a Passo: Dê vida às flores

maio 29, 2009
65

Material:

02

04

03

01

Tela 40/40 cm

Lápis carvão

Óleo de linhaça

Secante de cobalto

Aguarrás para limpar os pinceis

Tinta a óleo nas cores: verde vessie, ocre ouro, azul cobalto, carmim, amarelo limão, amarelo permanente, vermelho, preto e branco titânio, azul da prúcia.

Pinceis número 16, 08, 04, 02 e 00

Espátula

1º passo:

Desenho

0806

1112

 

 

 

 

 

16

 17

O desenho é fundamental, uma tela bem desenhada dá ao artista mais facilidade e prazer em pintar. Desenhar não é difícil, tem técnica, no entanto é preciso exercitar. Com o lápis carvão desenhe as flores na tela.

2º passo:

2223

2425

Comece pintando o fundo da tela. Tudo que esta atrás do desenho é pintado primeiro. Dê preferência ao um pincel mais largo (16). Use as cores: ocre ouro, laranja (vermelho + amarelo), verde vessie, azul cobalto, branco tinâneo, amarelo limão.

3º passo:

2827

29

Nas folhas use as cores: verde vessie, ocre ouro, branco; e os pinceis 04 e 02. O movimento da pincelada deve ser de dentro para fora, no meio e na raiz das folhas use tons mais escuros para dar profundidade e nas extremidades tons mais claros. A luminosidade é dada usando branco com pinceladas de fora para dentro. Toques leves e sem contorno.

4º passo

3640

38

Para a hortência use o azul cobalto, azul da prúcia, lilás (cobalto + carmim+ branco) e os pinceis: 08 e 02

5º passo:

4447

5154

56

Para as rosas use as cores: laranja, amarelo limão, ocre ouro e branco. Observe o movimento das pinceladas no miolo: são em semicírculos. Use os  pinceis 02 e 08

É importante lembrar que a artista mistura os tons entre si criando assim as cores, a luz e a sombra que dá ao seu trabalho individualidade e característica própria.

6º passo :

Espátula

 5859

61

Espatule o quadro depois de pronto usando os mesmos tons, porém masi claros para realçar a  luminosidade.

cris 03

Veja o clipe deste quadro:

%d blogueiros gostam disto: